Veja agora o que você precisa saber sobre o Bruxismo | SOS Dr
SOS Dr

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Já possui cadastro? Acessar conta!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

Titulo Teste

Para realizar o agendamento ligue: 0800 580 9771

Ou agende pelo WhatsApp:

Você costuma acordar com uma sensação de tensão na mandíbula? Também tem sentido essa mesma sensação no decorrer do dia? Sofre frequentes episódios de dor cabeça sem causa aparente? Se a resposta para ao menos, uma dessas questões for sim, você pode estar diante de um quadro de bruxismo.


O Bruxismo, é caracterizado como uma desordem funcional que inclui o apertamento ou ranger dos dentes, podendo acometer tanto crianças, como adultos. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 30% da população mundial apresenta a condição. No Brasil, dados oficiais apontam que o problema atinge 40% da população, sendo 15% crianças.




Fonte: Getty Images. 



Tipos de bruxismo



O bruxismo é dividido em dois tipos, são eles:



Bruxismo diurno



Também chamado de briquismo, o bruxismo diurno ocorre quando o indivíduo está acordado. Nesse caso, o apertar dos dentes pode ser uma atividade involuntária ou semi-voluntária. Muitos pacientes descrevem esse distúrbio como um tique, ou até mesmo um hábito.




Bruxismo noturno



Já o bruxismo noturno ou do sono, como o próprio nome sugere, se manifesta quando o indivíduo está dormindo. A tendência de ranger ou apertar os dentes, às vezes com produção de sons, é feita de forma de forma totalmente involuntária. Geralmente, a situação é identificada por outra pessoa que durma próximo a ela ou quando os desgastes dentários e as dores provocadas pelo excesso de pressão sobre a arcada dentária começam a aparecer.





Sintomas


Os principais sintomas do bruxismo são:


• Desgaste e amolecimento dos dentes;

• Dor de cabeça devido a compressão exagerada dos dentes;

• Dor e zumbido no ouvido;

• Dor no pescoço, na mandíbula e nos músculos da face;

• Estalos ao abrir e fechar a boca;

• Alterações no padrão do sono.




Causas



As causas do bruxismo podem variar muito. Embora haja estudos que apontam que o problema é originado por fatores genéticos, as causas possíveis mais comuns são:


• Fatores emocionais como estresse e ansiedade;

• Alinhamento anormal entre os dentes das arcadas superior e inferior (má oclusão);

• Distúrbios do sono como a apneia;

• Refluxos gástricos que atingem o esôfago e a boca;

• Resposta à dor de ouvido.




Tratamento



Apesar de não haver cura para o bruxismo, existem alguns tratamentos disponíveis bastante eficazes. Para isso, é preciso procurar um um dentista especializado que irá avaliar o caso e assim, indicar quais são as opções adequadas.


A melhor forma de iniciar qualquer tipo de tratamento é, em primeiro lugar, identificar as causas por trás daquilo. Os métodos mais utilizados para aliviar os sintomas do bruxismo normalmente são as placas ou a toxina botulínica, além da indicação de tratamento multidisciplinar, com psicólogos e terapeutas.




Placa de bruxismo



A placa de bruxismo é conhecida também como placa miorrelaxante ou placa de mordida, que é feita de silicone flexível ou acrílico rígido. Essas placas são feitas sob medida, se ajustando perfeitamente à arcada dentária do paciente, e promovem uma proteção nos dentes para evitar o contato entre as arcadas dentárias




Toxina botulínica



O uso da toxina botulínica no tratamento de bruxismo é indicado sobretudo para aliviar a dor muscular relacionada a movimentos repetitivos de ranger e apertar os dentes. A aplicação da substância é realizada na musculatura da face, proporcionando redução da capacidade de contração do músculo da região. Sendo assim, a articulação temporomandibular (ATM) não é forçada, o que diminui a movimentação e, consequentemente, o apertar dos dentes.




Tratamento multidisciplinar



O tratamento multidisciplinar é uma excelente estratégia, pois a análise de outros profissionais pode direcionar a diferentes maneiras de lidar com o bruxismo. Além do dentista, pediatra (em caso de crianças), psiquiatra, otorrinolaringologista e psicólogo são alguns dos profissionais que podem auxiliar nesse processo.