SOS Dr

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Já possui cadastro? Acessar conta!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

Titulo Teste

Para realizar o agendamento ligue: 0800 580 9771

Ou agende pelo WhatsApp:

Cálculos renais ou pedras nos rins, como o próprio nome sugere, caracteriza-se por cristais formados nos rins ou em qualquer outro órgão do trato urinário. Até certo ponto, essa condição não causa sintomas, pois as pedrinhas são eliminadas na urina. Entretanto, elas podem ficar presas no canal da bexiga, gerando dores intensas.




(Envato imagens)



Causas                                                                                                                                                                   


Entre as causas mais comuns de cálculo renal, estão:



- Desidratação: as pedras formadas são compostas majoritariamente por sais de cálcio, como - oxalato de cálcio e fosfato de cálcio e também ácido úrico. Quando a quantidade de água ingerida em nosso corpo não é suficiente para diluir esses sais, é gerada uma precipitação dos mesmos, que ao se aglomerarem formaram as pedras;

- Distúrbios metabólicos do ácido úrico ou da glândula paratireoide;

- Alterações anatômicas;

- Obstrução das vias urinárias.




Sintomas                                                                                                                                                               



Os sintomas e sinais variam entre:



_  Fortes dores que se iniciam na região lombar e se irradiam para outras áreas;

–  Dor no baixo ventre;

–  Sangue na urina;

–  Náuseas e vômito;

–  Aumento da vontade de urinar;




Prevenção                                                                                                                                                            



Os rins possuem uma vital importância para o bom funcionamento do organismo. São eles que são responsáveis por eliminar as toxinas e substancias nocivas ao nosso corpo. Também regulam o equilíbrio hídrico do organismo, eliminando o excesso de água, sais e eletrólitos, evitando, assim, o aparecimento de edemas (inchaços) e aumento da pressão arterial. Além disso, eles atuam na produção do hormônio eritropoetina, que participa na formação de glóbulos vermelhos e vitamina D.


Para manter os rins saudáveis e assim evitar as pedras, é importante que:


- Seja consumido entre 2 e 3 litros de água por dia;

- Mantenha uma alimentação saudável diminuindo a ingestão de sódio;

- Diminua as proteínas animais para reduzir a excreção de cálcio, oxalato e ácido úrico;

- Faça ingestão de suco de frutas cítricas porque neutraliza a carga de ácido provenientes das proteínas animais;


Procure prestar atenção no seu xixi, quanto mais clara for a cor da urina, menor será a concentração de sódio. Isso significa que a quantidade de água ingerida está sendo eficaz para purificar o seu organismo.



Tratamento                                                                                                                                                         



O tratamento é feito por meio do uso de fluidos, analgésicos e medicamentos para retenção urinária que só devem ser prescritos pelo médico. Alguns deles são desaconselháveis para pessoas com problemas estomacais ou para gestantes. Também é preciso realizar a ingestão de muita água para ajudar a expelir a pedra. Procedimentos médicos podem ser necessários para remover ou quebrar as pedras maiores.