SOS Dr

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Já possui cadastro? Acessar conta!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

Titulo Teste

Para realizar o agendamento ligue: 0800 580 9771

Ou agende pelo WhatsApp:

A infecção do trato urinário (ITU), também conhecida como "infecção urinária", é um dos tipos de infecção bacteriana mais comuns no ser humano, com uma maior incidência em mulheres. Na maioria dos casos, é causada por micro-organismos que ficam nas fezes sem provocar doença, mas que, por alguma razão, entram no canal urinário. Além disso, também pode ser causada pela bactéria Escherichia coli, presente naturalmente no intestino e importante para a digestão, mas patogênica para o aparelho urinário.







Sintomas 



Ardor ou dor ao urinar;


Pressão ou dor no baixo ventre (abaixo da barriga);


Vontade de urinar com frequência, mas ao ir ao banheiro quase não há o que urinar;


Febre, cansaço ou mal-estar;


Urina escura ou odor diferente;


Sangue na urina nos casos mais graves.




Fatores de risco 


Gênero: A uretra feminina é curta (de quatro a cinco centímetros) e próxima à região onde as bactérias costumam ficar. Esse curto caminho favorece a migração das bactérias à bexiga.


Vida sexualmente ativa: O atrito pode causar pequenas fissuras que favorecem a exposição às bactérias do períneo. É por isso que os médicos recomendam que se faça xixi logo após as relações sexuais. A probabilidade aumenta quando se faz sexo anal sem proteção, ou quando a penetração vaginal ocorre depois do anal sem a troca do preservativo.


Contraceptivos: o uso de alguns tipos de contraceptivos, como espermicidas, também pode ser considerado um fator de risco.


Menopausa: a baixa quantidade de estrogênio decorrente da menopausa causa mudanças no trato urinário de modo a deixá-lo mais vulnerável à ação de bactérias. É por isso que as infecções urinárias podem acontecer com mais frequência nesse período do que antes.


Bloqueio: apresentar algum tipo de bloqueio no trato urinário, como pedra nos rins e aumento da próstata, também é um fator de risco.


Baixa imunidade: ter o sistema imunológico suprimido impede que as defesas do corpo atuem propriamente, facilitando a entrada de bactérias que causam infecções.


Cateter: o uso de cateter para urinar também aumenta os riscos de infecção.


Fraldas ou absorventes: o uso desses itens aumenta o calor e a umidade, o que favorece a propagação de bactérias, e também há o risco de exposição às fezes.


Maus hábitos: beber pouca água e segurar a vontade de fazer xixi podem facilitar o desenvolvimento de cistites em crianças e adultos. A falta de higiene pessoal após utilizar o banheiro também podem ser uma porta aberta para o problema.



Tratamento 


 

Por vezes, o próprio organismo elimina as bactérias. Porém, em certos casos, o tratamento requer o uso de antibióticos que serão escolhidos pelo médico de acordo com o tipo de bactéria encontrada no exame laboratorial de urina.



Tipos de infecção urinária 



Os tipos das infecções urinárias variam de acordo com o local onde há infecção. A infecção é dividida em diferentes tipos, que são:


Cistite - É uma infecção e/ou inflamação da bexiga. Em geral, é causada pela bactéria Escherichia coli, presente no intestino e importante para a digestão.


Uretrite - Consiste na inflamação ou infecção da uretra, o canal que transporta a urina da bexiga para fora do corpo. Esse tipo é decorrente de bactérias provenientes do trato gastrointestinal, mas pelo fato da uretra nas mulheres estar mais próxima da vagina, algumas infecções como herpes, gonorreia e infecção por clamídia podem levar à uretrite.


Pielonefrite - é uma doença inflamatória infecciosa, potencialmente grave, causada por bactérias. Ela acomete o parênquima renal, onde se localizam as estruturas funcionais produtoras de urina, e o bacinete (ou pelve renal), porção dilatada do rim, com o formato aproximado de um funil, cuja função é facilitar o fluxo da urina pelos ureteres, a fim de que seja armazenada na bexiga e depois eliminada pela uretra.









Fontes:

https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/infeccao-urinaria/#:~:text=Infec%C3%A7%C3%A3o%20urin%C3%A1ria%20%C3%A9%20qualquer%20infec%C3%A7%C3%A3o,)%20ou%20pielonefrite%20(rins).

http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/51735-infeccao-urinaria-tratamento-e-fatores-de-risco

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2019/02/26/infeccao-urinaria-veja-causas-sinais-e-como-tratar-a-doenca.htm

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2019/02/26/infeccao-urinaria-veja-causas-sinais-e-como-tratar-a-doenca.htm

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/infeccao-urinaria