Crianças com medo do dentista: como ajudá-las? | SOS Dr
SOS Dr

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Já possui cadastro? Acessar conta!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

Titulo Teste

Para realizar o agendamento ligue: 0800 580 9771

Ou agende pelo WhatsApp:

Existem aqueles que têm medo de aranhas, aviões, escuridão, altura, mar e, muitas vezes, outros têm medo do dentista.


Os medos que se desenvolvem ou aparecem desde a infância são produto de influências ou agentes externos. Principalmente as atitudes dos adultos e suas opiniões.


Em outras palavras, o medo do dentista pode surgir da maneira como os adultos projetam sua imagem. Por outro lado, também pode surgir como parte do medo do desconhecido.


A fobia de sentar na cadeira do dentista é um dos distúrbios reconhecidos pela Organização Mundial da Saúde. Este relatou que pelo menos 15% da população de um país sofre com esse problema.


Além disso, a OMS indica que o medo ou fobia do dentista advém principalmente das más experiências vividas durante a infância.




Dicas Para Superar O Medo Do Dentista


O desenvolvimento desse medo também dependerá de como o dentista trata as crianças. Aqui estão algumas dicas para ajudar seus filhos a superar o medo do dentista.


  1. Deixe-o saber que ninguém vai machucá-lo e que tudo ficará bem.
  2. Recompense o bom comportamento.
  3. Não use expressões que o façam pensar em coisas negativas, como: não vai doer, não vai doer, não vão injetar em você, entre outras ... Estas só colocam esses pensamentos na mente dele e na realidade, talvez no começo ou já pensei sobre isso.
  4. Escolha um consultório especializado no tratamento infantil, já que um espaço mais confortável e divertido para os mais pequenos tornará a experiência menos traumática.
  5. Brinque de dentista em casa, ensine-os a ser dentistas e eles vão levar o assunto com mais leveza.
  6. Se ele tem que ir ao dentista e o irmão mais velho também tem que fazer o mais novo observar como o mais velho se comporta, pois ele vai ver que não vai acontecer nada de mal.




Como Lidar Com A Primeira Visita Ao Dentista


É importante que as crianças compareçam ao dentista desde o primeiro ano de idade, pois lá se pode avaliar a presença de cáries, assim como se pode determinar se há algum problema na mordida; e com isso você pode começar a fazer um histórico do desenvolvimento dentário da criança, o que é muito significativo.


Os pais devem conscientizar seus filhos sobre a higiene bucal e os hábitos que devem adquirir.


Bem, apenas ensinar como limpar os dentes em casa não é suficiente. Isso requer supervisão e uma visita ao dentista pelo menos 2 vezes por ano.


Para lidar com crianças com medo do dentista, deve-se levar em consideração que desde a primeira consulta devemos transmitir um sentimento de confiança e tranquilidade sobre o assunto. Mais tarde, será muito pertinente que a criança se sinta confortável e em confiança com o médico, em vez de criar medo.




Influência Parental


Na maioria dos casos, o medo do dentista é normal. Por causa de uma experiência anterior ou por medo do desconhecido.


Mas não é normal que as crianças tenham medo do dentista quando é apenas a primeira vez. Se eles nunca viram, por que deixá-los sentir medo?


Às vezes, são os pais que influenciam o desenvolvimento desse medo. Quando frases como "você não deve comer tanto doce ou vou levá-lo ao dentista" são usadas, apontam para o dentista como uma ameaça ou punição.




Recomendações


  1. Não use o dentista como ameaça ou repreensão, nem compartilhe experiências negativas em relação às visitas ao dentista.
  2. Não fale sobre o dentista com frases que o coloquem em alerta ou preventivo, como: "não vai te machucar" e coisas do gênero.
  3. Ensine-o sobre higiene dental desde muito jovem e inclua o dentista neste processo.
  4. Ensine-o que as visitas ao dentista o beneficiam.