Cor da urina: entenda o que pode dizer sobre sua saúde | SOS Dr
SOS Dr

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Já possui cadastro? Acessar conta!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

Titulo Teste

Para realizar o agendamento ligue: 0800 580 9771

Ou agende pelo WhatsApp:

Você presta atenção no seu xixi? Esse hábito simples de observação pode prevenir que doenças evoluam sem diagnóstico.


Antes de tudo, é preciso entender como funciona o processo de coloração da urina. A urina é um subproduto do corpo, produzido a partir da filtração do sangue pelos rins. É composta em cerca de 95% por água. Os restantes 5% são formados por ureia, algumas toxinas, sais minerais e bilirrubina, uma substância encontrada na bílis e responsável pela cor amarelada da urina.


A quantidade de água ingerida durante o dia possui relação direta com a concentração urinária. Desta forma, o baixo consumo de água, fará com que a urina fique mais escura, o que pode sugerir desidratação. Em contrapartida, a ingestão da quantidade certa de água, fará com que a cor do líquido fique mais claro, já que estará bem diluído.


Além disso, o cheiro e a espuma da urina, são outros aspectos importantes a serem observados. A urina com odor forte pode ser resultado da concentração do líquido, infecção urinária e substâncias presentes em certos alimentos ou determinados tipos de medicamentos. Já a presença de espuma mais do que o normal, pode significar perda de proteína, infeccções crônicas, diabetes ou hipertenção.








Coloração da urina: o que pode significar?




Transparente - A transparência indica hidratação em excesso, que pode ser prejudicial quando o corpo mais absorve do que elimina o líquido.


Amarelo claro – Normal, aponta boa hidratação e bom funcionamento renal.



Amarelo escuro ou âmbar – Sinaliza que há desidratação. Logo, é necessário aumentar o consumo de água.



Laranja – Esta coloração pode indicar falta de água e também, o consumo em excesso de alimentos ricos em betacaroteno, como cenoura, mamão ou abóbora, ou de medicamentos como Fenazopiridina ou Rifampicina. Além disso, a cor laranja também pode ser sinal de doenças no fígado e dos ductos biliares, principalmente quando acompanhada por fezes brancas ou claras.



Avermelhado – Tons avermelhados costumam aparecer por conta da presença de sangue na urina. Isso pode ser um sintoma de problemas como infecção urinária, pedra nos rins e outras doenças renais, além de problemas no fígado, próstata, nefrites, tuberculose e até tumores. Uma outra explicação, é que alimentos como beterrabas, frutas vermelhas, amoras ou até alimentos com muito corante, quando ingeridos em grandes quantidades, podem causar essa cor na urina.



Castanho escuro - No caso de a urina apresentar tons amarronzados, a coloração pode indicar desidratação severa, problemas no fígado e disfunção renal.



Azulado ou esverdeado - Pode estar relacionado ao uso de medicação, alimentos ou ser indício de infecção bacteriana. Costuma ocorrer com pessoas que tomam suplementos vitamínicos, no qual, gera-se um excesso ou pequena contaminação com outras substâncias e o corpo sofre com isso.




Portanto, cabe ressaltar, que analisar a cor e aspecto da urina é importante na prevenção de problemas. No entanto, não é o suficiente. Ao perceber qualquer anormalidade no líquido, deve-se consultar um médico, para que ele possa realizar uma avaliação mais aprofundada, solicitar os exames adequados e assim, fornecer um diagnostico preciso.






Fontes:

https://media.rtp.pt/agoranos/diga-doutor/cor-da-urina-diz-saude

https://imeb.com.br/cor-da-urina-diferente-o-que-pode-ser-devo-me-preocupar/

https://www.saopaulo.sp.gov.br/ultimas-noticias/o-que-a-cor-da-urina-pode-revelar-sobre-a-saude-dos-cidadaos