SOS Dr

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Já possui cadastro? Acessar conta!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

Titulo Teste

Para realizar o agendamento ligue: 0800 580 9771

Ou agende pelo WhatsApp:

Cansaço, palidez, tontura, falta de ar, dor de cabeça, coração acelerado. Esses são alguns dos sintomas da anemia. Porém, pessoas com anemia leve podem até não apresentar qualquer tipo de sintoma e só descobri-la numa consulta de rotina. Quando os níveis de hemoglobina ainda não estão muito baixos, sinais como cansaço e palpitação podem aparecer somente se a pessoa realiza algum esforço. Já nos casos mais intensos as manifestações aparecem mesmo em repouso. 






Anemia é o nome genérico de uma série de condições caracterizadas pela redução na quantidade de hemoglobina, um pigmento presente nas células vermelhas capaz de carregar o oxigênio pelo organismo, no sangue circulante. A queda de hemoglobina no sangue pode ser aguda, quando há perda de sangue ou destruição de glóbulos vermelhos por alguma doença, ou pode ser crônica, o que ocorre lentamente e pode ter várias causas.




Tipos de anemia                                                                                                                                                          



 1. Anemias por falta de nutrientes


Anemia ferropriva - Causada pela deficiência de ferro, é um dos tipos mais recorrentes. O mineral que está presente em carnes, leguminosas e vegetais verde-escuros, age na fabricação de células vermelhas e no transporte de oxigênio. A cor vermelha do sangue, se deve, justamente, à reação química que acontece entre o oxigênio e o ferro contidos na hemoglobina. Esse tipo de anemia pode ocorrer devido à má absorção do mineral, restrições alimentares ou por hemorragias.

 Anemia megaloblástica – É um tipo de anemia macrocítica caracterizada pela presença de células vermelhas maiores que o tamanho normal. A causa acontece pela falta de vitamina B12, cobre e ácido fólico. A falta desses nutrientes podem acontecer por conta de restrições na dieta ou por alterações intestinais que impedem sua absorção.



2. Anemia provocada por perca sanguínea

Nesse caso, a doença é provocada pela perda crônica ou aguda de sangue em situações diversas, como ferimentos hemorrágicos, período menstrual, verminoses, cirurgias, entre outras situações.



3. Anemia provocada por doenças


 Anemia ou doença falciforme - A doença é hereditária, a condição genética leva a uma mudança no formato das células vermelhas, que ao mudarem de formato perdem flexibilidade. Com isso, elas tendem a morrer mais rapidamente, gerando um quadro frequente de anemia e crises dolorosas.


 Talassemia - É também um tipo de anemia hereditária que causa anemia crônica, devido à produção diminuída de um tipo de cadeia que forma a molécula de hemoglobina. A condição faz parte de um grupo de doenças do sangue (hemoglobinopatias) e pode provocar problemas ósseos, crescimento inadequado e aumento do baço e do fígado.
 - Doenças da medula óssea Leucemias e tumores na medula podem ocasionar anemias frequentes.


Anemia hemolítica - Os glóbulos vermelhos são destruídos mais rapidamente do que o normal, e a medula óssea não consegue repô-los.


Outras doenças – Além das versões que já citamos, existem outras doenças que podem causar anemia, como a doença renal ou hepática, doenças reumatológicas, câncer, entre outras. A inflamação desencadeada por essas enfermidades altera o metabolismo de ferro e a produção de glóbulos vermelhos sofre uma baixa.




Como é o tratamento?                                                                                                                                     



Após o diagnóstico da doença obtido pelo hemograma ou pelo exame de ferritina, os hábitos alimentares devem ser revistos. As anemias causadas por deficiências nutricionais são tratadas, preferencialmente, através da reeducação alimentar. A adoção de uma dieta saudável e balanceada proporciona a ingestão dos minerais e vitaminas necessários para o bom funcionamento do corpo.



Entretanto, se mesmo com a alimentação, a anemia persistir, o tratamento será realizado através de medicamentos orais, com o intuito de repor a substância escassa no organismo. A falta de ferro no organismo pode ser suplementada através dos seguintes remédios:


• Sulfato ferroso
• Ferrocarbonila
• Ferro dextran
• Sacarato de hidróxido de ferro
• Gluconato Férrico
• Maltol Férrico


Já nos casos em que as anemias acontecem por deficiência de cianocobalamina e ácido fólico, a suplementação vitamínica será avaliada por um profissional da saúde, no qual o mesmo, irá recomendar as opções adequadas.