Conheça 7 passos para aliviar as cólicas menstruais | SOS Dr
SOS Dr

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Já possui cadastro? Acessar conta!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

Titulo Teste

Para realizar o agendamento ligue: 0800 580 9771

Ou agende pelo WhatsApp:

A dismenorreia, popularmente conhecida como cólica menstrual, costuma se manifestar como uma dor intensa na região abdominal, sendo descrita por muitas mulheres como algo similar a uma corda amarrando a barriga, gerando sensação de aperto e fraqueza.


Segunda a Sociedade Brasileira de Clínica Médica, a cólica menstrual atinge cerca de 75% das adolescentes, sendo que em 15% delas, as dores são tão fortes que podem até afetar o rendimento escolar. O mesmo acontece no ambiente de trabalho. De acordo com especialistas, a intensidade da cólica depende de fatores do próprio útero e também do limiar de sensibilidade à dor, que é uma variável dependente de cada mulher.


O desconforto está presente em 70% a 90% das mulheres em idade reprodutiva, podendo ser branda, moderada ou severa. Os casos severos correspondem a 10% do total. Entre as principais causas da cólica menstrual estão: endometriose, alteração nos ovários e/ou útero, uso de DIU, miomas, doença inflamatória pélvica, má formações uterinas e hímen não perfurado (que não permite a saída do fluxo menstrual).





Fonte: Stock Images



Caso as cólicas sejam frequentes e muito intensas, o recomendado é consultar um ginecologista. Mas ainda assim, existem alguns passos para incômodo. Acompanhe!




1. Compressas de água morna no abdômen



Colocar uma bolsa de água morna sobre o abdômen, é uma alternativa para diminuir o sintoma, já que auxilia no relaxamento dos músculos, que tendem a ficar rígidos durante a cólica, promovendo maior conforto. Deixe agir por 10 a 15 minutos.




2. Tomar chá de gengibre com valeriana



Para fazer o chá, acrescente 2 cm da raiz de gengibre com 1 colher (de chá) de raiz de valeriana em 250 ml de água fervente e deixe repousar por 10 a 15 minutos. Em seguida, coe, espere esfriar um pouco e beba entre 2 e 3 vezes ao dia.




3. Descanso



Descansar é uma das melhores maneiras para atenuar o desconforto causado pela cólica. Procure deitar com a barriga para baixo, apoiada em um travesseiro, comprimindo-a. Isso já irá amenizar as dores e pode garantir uma boa noite de sono, ou simplesmente proporcionar um maior relaxamento.




4. Massagem



Para realizar a massagem, realize movimentos circulares ao redor do umbigo sempre no sentido horário, para ativar a circulação da área. Gentilmente, vá aumentando a pressão de maneira gradual.




5. Fazer exercícios para as cólicas



Existem alguns tipos de exercícios específicos que podem ajudar a diminuir as cólicas.


Exercício 1: deite-se de barriga para cima e leve os joelhos ao peito, segurando as pernas com as mãos;


Exercício 2: ainda de barriga para cima, junte os pés e puxe-os o mais próximo dos glúteos, abrindo as pernas para fora.




6. Não ingerir cafeína



A cafeína encontrada no café, chá-preto e alguns tipos de refrigerantes, estimula os movimentos peristálticos (movimentos ondulados e de contração no esôfago), refletindo nas dores no pé da barriga intensificando as cólicas menstruais. Por nisso, durante o período menstrual procure evitar bebidas à base de cafeína.




7. Evite comer alimentos gordurosos



Alimentos processados e ultra processados como doces, massas, pães e embutidos causam inchaço e retenção de líquido, aumentando o aparecimento de cólicas menstruais. Por conta disso, dê prioridade para uma alimentação saudável, rica em legumes, verduras, frutas e proteínas magras.