As consequências do estresse para a saúde | SOS Dr
SOS Dr

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Já possui cadastro? Acessar conta!

E-mail ou senha informados está incorreto.

Não é cadastrado? Cadastre-se agora!

Titulo Teste

Para realizar o agendamento ligue: 0800 580 9771

Ou agende pelo WhatsApp:

Usualmente, o estresse é caracterizado como um conjunto de reações no corpo em resposta a alguma situação de perigo ou ameaça. Várias são as situações que podem gerar estresse. Passar por problemas familiares, ter uma quantidade excessiva de tarefas a cumprir, perder ou mudar de emprego, não ter tempo para o lazer, são somente alguns exemplos, mas a lista é bem extensa.



Fonte: https://br.freepik.com/fotos/tecnologia'>Tecnologia foto criado por wayhomestudio



Tipos de estresse




Agudo: é mais intenso e curto, sendo causado normalmente por situações traumáticas, mas passageiras, como a depressão na morte de um parente.


Crônico: afeta a maioria das pessoas, sendo constante no dia a dia, mas de uma forma mais suave.



A evolução do estresse ocorre em três fases:




Fase de Alerta: ocontece quando o indivíduo entra em contato com o agente estressor.



Sintomas da fase de alerta:


· Mãos e/ou pés frios;

· Boca seca;

· dor no estômago;

· Suor;

· Tensão e dor muscular (na região dos ombros, por exemplo);

· Aperto na mandíbula/ranger os dentes ou roer unhas;

· Diarreia passageira;

· Alterações no sono;

· Batimentos cardíacos acelerados e respiração ofegante;

· Aumento repentino e passageiro da pressão sanguínea; agitação




Fase de Resistência: o corpo tenta voltar ao seu equilíbrio. O organismo pode se adaptar ao problema ou eliminá-lo.



Sintomas da fase de resistência:


· Problemas com a memória;

· Formigamento nas extremidades (mãos e/ou pés);

· Aumento ou perda do apetite;

· Surgimento de problemas de pele;

· Hipertensão arterial;

· Cansaço constante;

· Gastrite prolongada;

· Tontura;

· Sensibilidade emotiva excessiva;

· Obsessão com o agente estressor;

· Irritabilidade excessiva;

· Diminuição do desejo sexual.




Fase de Exaustão: nessa fase podem surgem diversos comprometimentos físicos em forma de doença.



Sintomas da fase de exaustão:


· Diarreias frequentes;

· Insônia e episódios de pesadelo quando a pessoa consegue dormir;

· Tiques nervosos;

· Hipertensão arterial confirmada;

· Problemas de pele prolongados;

· Mudança extrema de apetite;

· Taquicardia

· Tontura frequente;

· Problemas gástricos como úlceras;

· Apatia;

· Cansaço excessivo;

· Irritabilidade e angústia;

· Hipersensibilidade emotiva;

· Perda do senso de humor.




Como prevenir e controlar o estresse?




Fonte: https://br.freepik.com/fotos-gratis/mulher-meditando-dentro-de-casa_12246345.htm



Como visto, o estresse pode trazer diversas consequências para a saúde, sendo necessário ficar atento(a) desde a fase de alerta, para que o problema não evolua.


A alimentação é um dos principais meios para combater o problema. Manter uma alimentação saudável, com uma variedade de frutas, legumes, proteínas e boas fontes de gordura, é essencial para que o organismo entre em equilíbrio. Alimentos como alface, abacate, banana, maracujá, oleaginosas, salmão, ovos e aveia, possuem nutrientes que ajudam a relaxar e aliviar o estresse.


A atividade física é um remédio natural contra o estresse. Isso porque, ela ajuda a aumentar a produção dos neurotransmissores do bem-estar do cérebro, as famosas endorfinas. A endorfina é um neuro-hormônio fabricado pelo organismo que promove benefícios ao corpo, como melhora no humor, aumento da disposição, alívio de dores e ainda libera outros hormônios inibidores do estresse. Sendo assim, toda forma de exercício físico é bem-vindo, yoga, corrida, dança, musculação, lutas, ciclismo. O importante é mexer o corpo e escolher uma modalidade que mais tenha a ver com você.


Além disso, ter momentos de lazer e realizar atividades prazerosas, são muito importantes para afastar as crises de estresse. Tomar um banho quente com aromatizantes, assistir aquele filme com seu ator/atriz preferido, ler um livro, cozinhar o prato que mais gosta, são alguns exemplos das diversas opções de coisas que você pode fazer. Pense no que mais te agrada e coloque em prática.


Cabe destacar também, que nem sempre é possível controlar o estresse sozinho(a), sendo necessária a procura de ajuda profissional. Nesses casos, é fundamental consultar um psicólogo para buscar soluções para enfrentar o problema. A terapia quando aplicada com técnicas de Mindfulness e meditação, costuma ser ainda mais eficiente.










Fontes:

https://www.tuasaude.com/dieta-anti-stress

https://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2068-estresse#:~:text=Tipos%20de%20estresse%3A,de%20uma%20forma%20mais%20suave.